Blog


coelho alice 2

Caminhando com Tim Tim – Construção de Conhecimento e Laço Social.

Recentemente, tomei conhecimento de mais um vídeo disponível na internet chamado“Caminhando com Tim Tim”. A narrativa gira em torno dos “4 encontros” de um pequeno garoto em seu trajeto diário de poucos quarteirões entre a sua casa e a da avó. O vídeo tem um compasso suave e poético e essa poesia me levou a procurar o autor.

O vídeo foi postado pela mãe de Valentim, Genifer Gerhardt, uma profissional do teatro de rua que se nomeia palhaça e bonequeira. Saber um pouco sobre ela me ajudou a compreender a sensibilidade do texto e a liberdade da artista presente na criação de seu filho. Mais ainda, me levou a avaliar a importância que o tempo e as relações sociais cotidianas possuem dentro do processo de construção de conhecimento.

Tim Tim me levou a pensar também na falta tempo, das crianças executivas da contemporaneidade: escola, língua(s) estrangeira(s), esporte(s), reforço pedagógico, música, compromissos sociais… e por aí adiante.

E dentro desse padrão de nossos dias estão as crianças com atrasos ou alterações no seu desenvolvimento.

Na clínica escuto com frequência o discurso da busca de se tentar cobrir “todas” as necessidades terapêuticas da criança em direção à forma mais eficiente em vista da corrida contra o tempo frente aos “atrasos”.

Sabemos que o conhecimento adquirido nos primeiros anos de vida proporciona a base para importantes aquisições e que o quanto antes sejam oferecidos estímulos à criança, mais benefícios esta terá.

Esse conceito de construção de conhecimento, considerado a partir da teoria psicanalítica, nos faz pensar que para além das terapias a que se submete a criança a partir de uma avaliação criteriosa, é preciso agregar a construção de um saber que não se adquire em consultórios (nem sequer extramuros) que irá costurar as aprendizagens. Trata-se da construção de conhecimento pautada na singularidade das relações, sejam relações familiares, de amizade e até em breves encontros. A partir de então esse conhecimento fará sentido para a criança e estar-se-á produzindo o verdadeiro saber.

Finalizo trazendo novamente à tona Tim Tim – uma inspiração, para convidar a uma breve parada, para ver o tempo passar: caminhar pela rua; experimentar novos sabores (e se lambuzar); catar florzinhas coloridas e perfumadas; se assustar com a surpresa de um cavalo em plena Avenida Nazaré; fazer um novo amigo na fila do sorvete; tropeçar, cair e se levantar. Nessas breves paradas terão sido  proporcionados estímulos preciosos para o desenvolvimento de qualquer criança.

Todo o conteúdo deste Blog que é protegido contra copyright e são proibidas reproduções totais ou parciais sem autorização da autora.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *