Blog


caminho-escolher
7 mar, 201618 | Blog » Dicas » Notícias

O poder de escolha nas mãos dos pais.

A notícia de um diagnóstico fechado ou mesmo de uma hipótese diagnóstica pode provocar nas famílias reações diferentes, portanto, é necessária prudência e compreensão do profissional da saúde nesse momento inicial, pois certamente será aquele que fará os primeiros direcionamentos terapêuticos a partir dos quais se desdobrarão grandes desafios.

Diante da complexidade do diagnóstico de transtorno do espectro autista há inúmeras abordagens de intervenções clínicas para o tratamento, entre elas a abordagem sustentada pela ética da psicanálise, segundo a qual,  pela via da transdisciplina, são tecidas as costuras necessárias entre ciências como a fonoaudiologia, a psicomotricidade, a terapia ocupacional, a psicopedagogia, a psiquiatria entre outras.

Assim, uno-me aos princípios do Movimento Autismo Psicanálise e Saúde Pública – MPASP e abro espaço para divulgar e afirmar o lugar da psicanálise na clínica com crianças com autismo.

Recentemente o MPASP produziu o curta “O silêncio que fala” com o objetivo de dar a ver o valor do conhecimento acumulado pela psicanálise no atendimento de crianças com autismo ao longo de mais de 70 anos.

Acredito que caiba aos pais à escolha do modelo de tratamento que melhor atenda às necessidades de sua criança  e de sua família, todavia,  para isso, faz-se necessário que as famílias tenham conhecimento  das diversas ciências que se dedicam ao tratamento infantil e seus respectivos estilos clínicos, para que essa escolha lhes traga segurança.

 

Referências

https://psicanaliseautismoesaudepublica.wordpress.com

Todo o conteúdo deste Blog que é protegido contra copyright e são proibidas reproduções totais ou parciais sem autorização da autora.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Cristal Carvalho Braga disse:
"Merci à vous.".


casquette supreme disse:
"Merci pour cet article".